Os Famintos e Sedentos

“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos” (Mateus 5:6)

Apenas os sedentos buscam água, apenas os famintos buscam alimento. Jesus falava a uma multidão de gente assim, mas é claro que essa fome e sede a que Ele se refere é um desespero real por experimentar a presença de Deus. Qualquer avivamento registrado na história, desde aquele que ocorreu no dia de pentecostes até o farnoso avivamento de Gales e da rua Ázuza, começou com gente desesperada por uma experiência com Deus.

Um dos maiores problemas da igreja atual é a falsa sensação de satisfação que têm causado fastio da presença de Deus. Temos nos distraído com coisas fúteis e passageiras que não trazem edificação e crescimento, como a igreja em Laodicéia, temos dito: “Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma” (Ap 3.17). Deus diz para tal igreja: “e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu”. Oh! Que a Igreja se desperte para o orgulho e auto-suficiência em que se encontra enquanto é tempo! Deus busca gente faminta e sedenta, totalmente dependente dEle. O salmista diz: “a minha alma anseia por ti, como terra sedenta” (51143.6).

Jesus, o Noivo, quer vir à Sua Noiva, a Igreja, mas será que ela O deseja ardentemente? Em cantares de Salomão, é retratado o ardoroso amor de Jesus pela Igreja e esse livro fala da esposa (igreja) que busca o esposo (Jesus) com todas as suas forças. No capítulo três do referido livro, depois de procurá-lo insistentemente por todas as partes, ela o encontra e então a Palavra diz: “encontrei logo o amado da minha alma; agarrei-me a ele e não o deixei ir embora…” (Ct 3.4). Amado (a), Deus busca gente assim: como Ana, mãe de Samuel que se tornou tão desesperada por um filho, que agarrou-se aos pés do Senhor com lágrimas, até receber a promessa. Essa espécie de devoção nunca deixa de mover o Senhor no sentido de responder o seu povo. Que possamos expressar o desejo do salmista ao dizer: “Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma” (SI 42.1). Se quisermos avivamento, devemos saber que um desespero santo, precede esse grande mover.

Gosto de me imaginar como uma esponja seca, necessitada de ser embebida em água limpa! Muita gente lota igrejas em busca de tantas coisas e o Senhor até atende suas necessidades, mas Ele só concede a verdadeira satisfação àqueles que estão famintos e sedentos pela Sua doce presença! Você tem essa sede e essa f orne santa da presença do Senhor? Você está insatisfeito com sua vida espiritual? Você quer mais de Deus, então receba a promessa: “Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite” (Is 55.1). Jesus te diz: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba” (Jo7.37).

Pr. Marcos Arrais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: