Saldo Devedor!

INTRODUÇÃO

É possível “amar demais”? Será que podemos amar tanto a ponte de termos saldo suficiente? Por meio dessa lição aprenderemos que, como cristãos, temos um saldo devedor de amor para com todos os seres humanos:

1º. A DÍVIDA

“Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a Lei” (Romanos 13.8).

Ao mesmo tempo em que Paulo nos adverte quanto ao fato de não devermos nada a ninguém, ele também afirma que existe uma dívida que os cristãos jamais podem deixar de contrair: o amor. É certo que nossos compromissos financeiros devem estar em dia a fim de não servirmos de escândalo para ninguém, contudo devemos entender que o amor é algo que sempre estaremos devendo aos outros. Não podemos nos enganar pensando que já amamos alguém o suficiente, ou que tal pessoa não é digna de ser amada. Ao olharmos para o nosso próximo, devemos compreender que, independente de quem quer que seja, somos devedores a essa pessoa. O amor é a “moeda” espiritual que devemos utilizar em nossas relações inter-pessoais. Somente ele suprirá todas as carências e necessidades da alma humana. Não podemos substituí-lo por presentes, elogios ou o que quer que seja. Não importa o que fizemos a determinadas pessoas, sempre elas serão nossas credoras e devemos amá-las cada vez mais (Leia Romanos 5.5).

2º. PAGANDO A DÍVIDA

“Sou devedor tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes. Por isso estou disposto a pregar o evangelho também a vocês que estão em Roma” (Romanos 1.14,15).

Paulo via que uma forma de compensar essa grande necessidade de amor que o ser humano tem, era pregando o Evangelho às pessoas. O Evangelho é a maior notícia de amor, pois nele Deus enviou Seu Filho para morrer em nosso lugar, tornando-nos filhos dEle (João 3.16). Devemos olhar ao nosso redor, perceber as milhares de pessoas que circulam à nossa volta e sentirmos-nos devedores a todos os seres humanos, tendo o desejo e a disposição de pregar-lhes as boas novas de salvação. Como conhecedores do amor de Deus e beneficiários diretos da redenção, tornamo-nos devedores daqueles que ainda não experimentaram a salvação em Cristo Jesus. Essa consciência deve nos levar a anunciar o Evangelho, que é a notícia de que em Jesus Cristo nossa vida pode ser transformada e que nossa dívida para com Deus já foi paga com o Seu próprio sangue.

3º. QUEM SÃO OS NOSSOS CREDORES?

“O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da Lei” (Romanos 13.10).

Quem é o nosso próximo? Jesus responde essa pergunta através da parábola do bom samaritano (Lucas 10.27-37), afirmando que aquele que usa de misericórdia para com o necessitado, é o próximo. O próximo não é necessariamente aquele que está fisicamente ou geograficamente perto de nós. Tanto pode ser nosso vizinho, como também aquelas pessoas que se encontram do outro lado do mundo, mas que têm necessidades e que podemos nos colocar como respostas ao seu clamor. Podemos assisti-las, por exemplo, por meio da obra missionária, enviando e sustentando aqueles que foram chamados a trabalhar em campos distantes. Podemos também nos acercar dessas pessoas por meio de nossas orações e também indo pessoalmente. Embora não as conheçamos pessoalmente ou não sejamos responsáveis diretos por suas misérias, somos devedores e devemos proclamar-lhes as boas notícias de salvação e esperança eterna. Não devemos fingir que não as vemos, pois todos os dias eles estão ao nosso redor e estendem suas mãos pedindo socorro, portanto não podemos negar-lhes o que lhes devemos: o amor!

CONCLUSÃO

A justiça própria nos lança no engano de que não temos nada a ver com as necessidades de outros, mas a consciência de que fomos salvos pela graça de Deus, nos colocar em dívida para com todas as pessoas que estão ao nosso redor. Entender o verdadeiro amor, que é o amor de Deus, nos trará o entendimento de que somos devedores desse amor para com o próximo. Coloque-se à disposição do Pai para suprir as necessidades de todos aqueles que clamam por salvação.

Marcos Arrais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: