Toma a Tua Foice!

INTRODUÇÃO

Temos um decreto apostólico para esse ano de 2008: “A Terra Está Pronta Para a Colheita”. Cada um de nós deve tomar esta palavra para si e avançar no espírito da colheita de almas.

Nunca uma convocação à Colheita foi tão veemente como nos dias que estamos vivendo. A depender da postura que a igreja adotar nesses dias, teremos a maior manifestação do Reino de Deus da história da igreja ou a maior tragédia de todos os tempos, visto que o inferno escancara a sua boca para tragar milhões de almas que marcham em sua direção.

“Toma a tua foice e ceifa” é um imperativo à igreja de hoje! Negligenciá-lo é sentenciar milhões ao fogo do inferno.

Abordaremos aqui a principal ferramenta da Grande Colheita: A FOICE.

Há duas palavras hebraicas e uma grega envolvidas nesse verbete, a saber:

§ Chermesh – “Gancho colhedor”, “foice”. Aparece por duas vezes:

Dt 16:9: “Sete semanas contarás; quando a foice [Chermesh] começar na seara, entrarás a contar as sete semanas”.

Dt 23:25: “Quando entrares na seara do teu próximo, com as mãos arrancarás as espigas; porém na seara não meterás a foice [Chermesh]”.

§ Maggal – “Foice”, “Faca Grande”.Também aparece por duas vezes:

Jr 50:16: “Eliminai da Babilônia o que semeia e o que maneja a foice [Maggal] no tempo da sega; por causa da espada do opressor, virar-se-á cada um para o seu povo e cada um fugirá para a sua terra”.

Jl 3:13: “Lançai a foice [Maggal], porque está madura a seara; vinde, pisai, porque o lagar está cheio, os seus compartimentos transbordam, porquanto a sua malícia é grande”.

§ Drépanon­“Foice”, “Gancho colhedor”. Esse vocábulo grego é empregado por oito vezes, sete delas no livro de Apocalipse:

Mc 4:29: “E, quando o fruto já está maduro, logo se lhe mete a foice [Drépanon], porque é chegada a ceifa”.

Ap 4.14-19: “Olhei, e eis uma nuvem branca, e sentado sobre a nuvem um semelhante a filho de homem, ten

do na cabeça uma coroa de ouro e na mão uma foice [Drépanon] afiada. Outro anjo saiu do santuário, gritando em grande voz para aquele que se achava sentado sobre a nuvem: Toma a tua foice [Drépanon] e ceifa, pois chegou a hora de ceifar, visto que a seara da terra já amadureceu! E aquele que estava sentado sobre a nuvem passou a sua foice [Drépanon] sobre a terra, e a terra foi ceifada. Então, saiu do santuário, que se encontra no céu, outro anjo, tendo ele mesmo também uma foice [Drépanon] afiada. Saiu ainda do altar outro anjo, aquele que tem autoridade sobre o fogo, e falou em grande voz ao que tinha a foice [Drépanon] afiada, dizendo: Toma a tua foice [Drépanon] afiada e ajunta os cachos da videira da terra, porquanto as suas uvas estão amadurecidas! Então, o anjo passou a sua foice [Drépanon] na terra, e vindimou a videira da terra, e lançou-a no grande lagar da cólera de Deus.

A FOICE COMO INSTRUMENTO DA COLHEITA

A foice é a mensagem da cruz que nos foi confiada. É a pregação do Evangelho de Jesus Cristo ao perdido.

2 Timóteo 4:2: “prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina”.

Foices Cegas – 1Sm 13.19-22

Uma foice que não está afiada perde sua capacidade na hora da colheita. Israel estava sem ferreiros e a conseqüência disso é que o povo estava vivendo indefeso e oprimido pelo inimigo que controlava a afiação dos instrumentos de ferro.

Não podemos permitir Satanás controlar a mensagem do Evangelho. Em muitos países a pregação da Palavra nos púlpitos tornou-se uma pregação complacente com o pecado e um discurso de ética e moral que não traz transformação.

Quando uma foice está cega, o esforço empreendido na colheita torna-se grandioso e desgastante, uma vez que o ceifeiro terá que compensar a falta do fio através da força do seu braço.

Que mensagem devemos pregar?

Mc 1:15: “dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho”.

Não há mensagem mais “afiada” que esta!

Não podemos ir para a colheita com foices cegas – não podemos confiar na estrutura humana, mas buscar um mover do Espírito que nos leve a realizar a Obra de Deus de modo sobrenatural!

Lucas 4:18: “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos”.

É na Unção do Espírito que faremos a grande colheita, caso contrário ficaremos apenas catando poucas espigas que caem das colheitas dos outros!

Atos 10:38: “como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele”

A COLHEITA E O PENTECOSTES

Dt 16.9,10: “Sete semanas contarás; quando a foice começar na seara, entrarás a contar as sete semanas. E celebrarás a Festa das Semanas ao SENHOR [Pentecostes], teu Deus, com ofertas voluntárias da tua mão, segundo o SENHOR, teu Deus, te houver abençoado”.

Deus estava dizendo ao povo que após as “sete semanas de colheita” viria o Pentecostes!

O povo dava duro em sete semanas para que a colheita não se perdesse. Eles trabalhavam arduamente, mas depois o arraial era tomado por uma alegria no Espírito que se manifestava num grande derramar de Deus.

Um povo que não se move para a colheita, não saberá o que é um Pentecostes. O Pentecostes vem por causa da colheita.

CINCO CARACTERÍSTICAS DE QUEM TOMA A FOICE PARA A COLHEITA

 

1. OLHOS (VISÃO) PARA A COLHEITA

João 4:35: “Não dizeis vós que ainda há quatro meses até à ceifa? Eu, porém, vos digo: erguei os olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa”.

Devemos ter uma visão espiritual da colheita, caso contrário não seremos impactados para trabalharmos. Muitos crentes se mantêm parados e melindrados porque não tiveram a visão da colheita.

Essa visão deve nos dominar como dominou a Jesus e seus apóstolos – Mc 6.34.

2. PÉS PARA A COLHEITA

Rm 10:15: “E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!”

Jesus só vai até onde vamos. Precisamos percorrer a colheita por completo.

Mt 9:35: “E percorria Jesus todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades”.

3. MÃOS PARA A COLHEITA

Mc 4:29: “E, quando o fruto já está maduro, logo se lhe mete a foice, porque é chegada a ceifa”.

A ordem “toma a tua foice” é um encorajamento a cada um de nós a receber essa missão de, assim como Jesus, buscar e salvar o que está perdido.

4. CORAÇÃO PARA A COLHEITA

Mt 9:36: “Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor”.

Compadecer-se é identificar-se com a pessoa e sentir a sua dor como se fosse sua, com um desejo de supri-la.

Foi esse espírito que fez o Samaritano parar para ajudar aquele desafortunado que estava agonizando na sarjeta.

5. JOELHOS PARA A COLHEITA

Lucas 10:2: “E lhes fez a seguinte advertência: A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara”.

Devemos orar sempre para que o número daqueles que fazem a obra da colheita seja ampliado. Essa é uma obra espiritual, portanto precisamos gerá-la em oração.

Marcos Arrais

Anúncios

One response

13 12 2008
PR.MARCOS GARCIA

paz amado..
muito abençoada…essa mensagem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: