Os Mansos

“Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra” (Mateus 5:5)

O que confunde o homem natural (ICo 2.14) nessas declarações de Jesus, é que essas características estão completamente em desarmonia com o pensamento do mundo. Para o homem caído isso é fraqueza, mas para Deus é sabedoria e poder para conquistar (ICo 1.26-29).

A mansidão que Jesus está se referindo não á uma submissão forçada, e não tem a ver com fraqueza ou debilidade e muito menos com a questão de temperamento. Essa espécie de mansidão, que é fruto do Espírito (Gl 5.22,23), é compatível com força de caráter e com grande autoridade e poder. Olhe para os homens de Deus na bíblia que eram mansos, mas eram fortes! A palavra grega traduzida por “manso” era um termo usado com frequência para descrever algum animal que tinha sido amansado para obedecer às ordens do seu dono. Tal animal não era fraco (boi, cavalo), mas era manso.

Ninguém nasce com essa mansidão, mas ela nos é dada pelo Espírito Santo e é na medida em que o caráter de Cristo vai sendo formado em cada um de nós. Aqui não está em foco apenas o aspecto “gentileza”, ou a “não-estupidez”, mas o deixar o Filho de Deus, Jesus, viver sua vida em nós e isso acontece na proporção em que morremos para nós mesmos: “… Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gl 2.19b,20).

Para quem morreu para si mesmo nada existe a ser defendido e muito menos ofendido! Estamos vivendo uma época marcada pelas neuroses, pelas tensões e pela impaciência. Tudo isso tem produzido uma safra de lares desfeitos e um milhão de úlceras gástricas, o que representa uma multidão de gente derrotada e infeliz. Não temos paciência com nossos filhos, com nosso cônjuge, com o motorista da frente… a lista é interminável e não sei onde vamos parar desse jeito! Você quer ser feliz? Então olhe para o homem mais manso que já pisou os pés nessa terra: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma” (Mt 11.28,29).

Quem sabe você esteja enfrentando severas provas, onde sua tolerância, sua capacidade de perdoar e de resistir chegou ao limite! Mas é aqui que devemos descer à fonte de água da vida e beber da graça que emana do nosso Amado e Precioso Jesus. Encerro, portanto, esse pequeno artigo, deixando para sua meditação as palavras do apóstolo Paulo: “Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade” (Cl 3:12).

Pr. Marcos Arrais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: