Como Ser Feliz

“Vendo Jesus as Multidões, subiu ao monte, e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos” (Mateus 5.1).

O texto começa afirmando: “vendo Jesus as multidões”. Hoje em dia, com uma explosão demográfica quase sem controle, estamos acostumados a ver multidões, são multidões nos estádios, nas ruas, nas escolas, nas igrejas, multidões nas filas de desempregados, nas filas de hospitais públicos etc. Creio que essa linguagem nos é muito comum. A questão é que precisamos “ver” as multidões como Jesus as vê! Em Mateus 9.36 diz a bíblia’. “Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor”. Jesus enxergava as muldiões além de número e contemplava cada pessoa em sua singularidade.

O maior de todos os sermões que a humanidade já ouviu se encontra no sermão do monte proferido pelo Filho de Deus. Aqui Jesus vê uma multidão “aflita e exausta”, ou seja, um povo debaixo de muito jugo e opressão. Podemos concluir que era uma multidão de infelizes! Eram tontas as mazelas que aquelas pobres almas viviam e para completar, elas “não tinham pastores” – não havia como encontrar um ombro amigo, um lugar de refrigério, um porto seguro. As fortes taxas de impostos aplicadas pelo governo romano empobreciam cada vez mais aquelas pessoas (você conhece alguma história assim?), os líderes religiosos impunham “fardos pesados e difíceis de carregar” (Mateus 23.4), isso sem contar as doenças, moléstias e tristezas que oprimiam as suas almas. Aquele povo precisava que alguém se levantasse e dissesse: “Ei pessoal, aqui está o caminho da felicidade!” Alguém que não só soubesse apontar para essa vereda, mas que tenha ele mesmo caminhado por ela. Jesus supera esse critério, pois Ele mesmo é o caminho que nos conduz a uma vida f el iz. Ele começa sua pregação dizendo “bem-aventurados”, isto é, “felizes”!! Meu (a) querido (a), você é feliz? Será que você não está nessa grande multidão que caminha sem rumo em busca da fel i cidade? Jesus nos dá o grande segredo da felicidade. Nos próximos artigos aprenderemos como ser felizes em meio a todas as adversidades que nos cercam. Veremos cada uma das bem-aventuranças que o Mestre tão graciosamente nos aponta como a chave que destranca os portais da felicidade. Você está pronto para entrar por eles? Então nos veremos lá!

Marcos Arrais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: